O adeus ao maestro Mohammad Reza Shajarian: ícone da música do Irã

08/10/2020

Salam amigos! Nesta quinta-feira 08/10, faleceu um dos maiores ícones da música tradicional iraniana: o cantor e compositor Mohammad Reza Shajarian, aos 80 anos.

Alguns momentos depois que seu filho Homayun Shajarian anunciou no Instagram: "Mohammad Reza Shajarian voou para encontrar seu amado (Deus)", centenas de admiradores se reuniram em frente ao hospital Jam de Teerã, onde o cantor foi internado dias atrás em estado crítico.

O artista sofria de câncer de fígado há mais de 15 anos e em um comunicado, o hospital informou que ele morreu "apesar dos esforços da equipe médica" e que seu corpo foi levado para o sepultamento.

A televisão oficial, na qual o Shajarian estava proibido de se apresentar há vários anos, abriu seu jornal noturno com o anúncio do falecimento. Ao longo de sua carreira ele teve relações complicadas com as autoridades de Teerã, por suas críticas ao regime antes e depois da Revolução Islâmica.

A imprensa iraniana informou que o funeral de Mohammad Reza Shajarian ocorreria em Mashhad, sua cidade natal.

Iranianos reúnem-se em frente ao hospital onde o maestro Mohammad Reza Shajarian faleceu em Teerã
 (Foto publicada no site Aljazeera)

Quem foi o Maestro Mohammad Reza Shajarian

Nascido em Mashhad em 23/09/1940, Ostad ("Maestro" em persa) Mohamad Reza Shajarian foi um dos maiores representantes da música tradicional clássica iraniana por meio século, no Irã e também no exterior.

Começou a cantar canções religiosas aos 5 anos de idade e desde muito jovem começou a estudar a música tradicional e folclórica, especialmente o gênero radif

Iniciou sua carreira como cantor aos 19 anos na Radio Khorasan e durante a década de 1960, já havia alcançado grande destaque por seu estilo distinto de cantar. Por muitos anos ele também lecionou no departamento de Belas Artes da  Universidade de Teerã entre outras instituições como pesquisasor das artes musicais do Irã e também trabalhou na Rádio e TV Nacional, sendo conhecido como "A Voz do Irã".

Em 2009, ele foi proibido de se apresentar no rádio e na TV do Irã por ter apoiado as manifestações contra a eleição do presidente Ahmadinejad, e desde então se apresentava somente fora de seu país.

O que poucos sabem é que além de um grande músico, compositor, vocalista e inventor de instrumentos, Shajarian  era apaixonado pela arte da caligrafia persa a qual estudou e praticou desde 1967, sob a tutela dos mestres Ebrahim Buzari e Hossein Mirkhani tendo conquistado seu próprio estilo também nesta arte.  

Por suas contribuições na música mundial  foi premiado com duas das maiores medalhas de honra pela UNESCO e também com dois Grammy por melhor álbum na categoria  World Music  (2003 e 2005).  

🔗 Fontes: Isto É | Site do artista Mohammad Reza Shajarian

Relembre também os posts:  

Neste vídeo, uma das canções mais belas da música iraniana, Morghe Sahar ( "O Pássaro da Manhã") interpretada pelo maestro Mohammad Reza Shajarian em um concerto "pelas vítimas do terremoto de Bam" performado em Teerã, em 2004:

Nenhum comentário:

Postar um comentário