Linkagens: A difícil estreia do Irã na Copa do Qatar

21/11/2022



Salam amigos, nas linkagens de hoje, trago um resumo de algumas notícias sobre a estreia do Irã na Copa do Mundo no Qatar nesta segunda-feira (21/11). Assim como os últimos meses tem sido marcados por protestos, luto, dor e tristeza para o povo iraniano, a partida de hoje também foi atravessada por uma série de imagens marcantes que parecem refletir o momento atual do país. 

📰 Notícias publicadas em 21/11/22

"Inglaterra derrota Irã por 6 a 2 em estreia na Copa do Mundo"


Sterling da Inglaterra marca o terceiro gol na partida contra o Irã. Crédito: REUTERS/Hannah Mckay

A Inglaterra venceu o Irã, por 6 a 2, nesta segunda-feira, 21, no estádio Khalifa International, pela primeira rodada do grupo B da Copa do Mundo de 2022. Os gols que garantiram a vitória foram feitos por Bukayo Saka, Jude Bellingham, Marcus Rashford, Raheem Sterling e Jack Grealish, enquanto os gols iranianos foram de Mehdi Taremi.

Candidata ao título e favorita para vencer a partida, a Inglaterra começou o jogo como era o esperado: com a bola. Para tentar furar uma linha de cinco defensores com mais quatro meio-campistas do time adversário, a forte pressão e a ofensividade foram as armas. Na contramão disso, uma lesão do goleiro iraniano Alireza Beiranvand fez a partida ficar paralisada por mais de 10 minutos.


Inglaterra e Irã voltam a campo na próxima sexta-feira, 25. Os ingleses enfrentam os Estados Unidos, com a possibilidade de cravar a classificação. Enquanto isso, os iranianos jogam contra o País de Gales, em jogo de “vida ou morte” na competição.

 

Fonte: Placar 


"Jogadores do Irã não cantam o hino em estreia na Copa"

Jogadores do Irã em silêncio durante o hino nacional (Crédito: Julian Finney/Getty Images)

Os jogadores da seleção de futebol do Irã optaram por não cantar o hino de seu país antes da partida da Copa do Mundo contra a Inglaterra nesta segunda-feira (21), em uma aparente demonstração de apoio aos manifestantes do país. Todos os 11 jogadores titulares ficaram em silêncio enquanto o hino era tocado no Khalifa International Stadium.

O técnico, o português Carlos Queiroz, admitiu que os jogadores de sua equipe estão sofrendo com a pressão dos protestos no país, depois da goleada sofrida para a Inglaterra (6-2) na estreia nesta segunda-feira pelo Grupo B da Copa do Mundo.

O capitão Ehsan Hajsafi tinha dito que a equipe decidiria de forma conjunta se cantaria ou não em solidariedade às manifestações, que começaram após a morte de Mahsa Amini, de 22 anos.

Fonte: G1


"Em meio a protesto por direitos, torcedora chora durante hino do Irã" 

Torcedora iraniana chora durante o hino nacional - Foto: Reprodução/Internet

Antes de a bola rolar, protestos. Torcedores se manifestaram a favor dos direitos de mulheres no pré-jogo de Inglaterra e Irã, nesta segunda-feira, em Doha, no Catar. As imagens da transmissão também mostraram uma mulher chorando durante o hino do Irã - as mulheres estão proibidas de entrarem nos estádios no país. Os jogadores da seleção não cantaram o hino, o que foi interpretado como uma forma de protesto também.

FonteGE - Globo


"Com nariz fraturado, goleiro do Irã pode ficar fora do restante da Copa"


O goleiro Alireza Beiranvand sofre uma séria lesão no início do jogo (Crédito: Fadel Senna / AFP)

A participação do goleiro Alireza Beiranvand, do Irã, na Copa do Mundo do Qatar durou pouco tempo. Antes mesmo dos dez minutos do primeiro tempo, o titular da seleção iraniana acabou se chocando com Majid Hosseini, seu companheiro de equipe. Após passar alguns minutos sendo atendido [com forte sangramento nasal e suspeita de concussão cerebral], Beiranvand tentou voltar ao jogo, mas não durou muito e pediu para ser substituído.

Após deixar o campo, Beiranvand foi levado diretamente a um hospital da região para fazer exames. De acordo com as informações da imprensa europeia, o goleiro do Irã teve uma fratura constatada no nariz e agora vai passar por um período de recuperação. 

Com a saída de Beiranvand, [o goleiro estreante] Hossein Hosseini, que atuou durante o restante do jogo com a Inglaterra e deverá assumir o posto de titular no restante da Copa do Mundo. Após receber o tratamento no hospital, Beiranvand terá um prazo de quatro dias para se recuperar e tentar estar em campo na segunda rodada da fase de grupos da Copa do Mundo.

Fonte: Uol Esportes


"O que está acontecendo no Irã que reflete no time da Copa do Catar?"


Mehdi Taremi (dir.) comemora o gol do Irã diante da Inglaterra na Copa do Mundo (Crédito: Paul ELLIS / AFP)

Nos últimos meses, o futebol no Irã foi cercado de pequenos atos de desafio contra o regime em meio a protestos generalizados no país [após a morte da jovem Mahsa Amini, em setembro]. A recusa do craque Sardar Azmoun em celebrar o gol de empate contra o Senegal e o movimento de vários jogadores mudando suas fotos de perfil de mídia social para preto são dois exemplos. 

Foi no meio dessa agitação que a seleção iraniana viajou pelo Golfo Pérsico até o Catar, onde [na primeira fase] enfrenta dois dos rivais geopolíticos mais ferozes do país, a Inglaterra e os Estados Unidos, que estão em busca de vitórias. 

Embora o seu atacante mais famoso, Azmoun, tenha demonstrado apoio aos manifestantes, muitos dos outros jogadores da seleção nacional permaneceram relativamente quietos. Já o ex-jogador Ali Daei, um grande ídolo do futebol no Irã, também apoiou publicamente os manifestantes e se recusou a participar da Copa do Mundo.

No caminho para a Copa do Mundo no Catar, houve apelos para que o Irã fosse expulso do torneio. Na estreia contra a Inglaterra nesta segunda-feira, em uma aparente demonstração de apoio aos manifestantes em casa, o time optou por não cantar o hino nacional.

Com o time estreando com derrota para Inglaterra no segundo dia do torneio, todos os olhos estavam em seus jogadores – e as conversas iam muito além do futebol. O futebol parece de menor importância na sequência do luto que os iranianos têm experimentado nos últimos meses. Quando a seleção de futebol do Irã estiver em campo na Copa do Mundo, o momento vai se misturar com a luta pelo futuro do Irã.

Fonte: CNN Brasil 


Você sabia? 


Essa foi a primeira vez que o Irã enfrentou a Inglaterra na história das Copas. O Irã nunca venceu uma partida de estreia nos mundiais e a partida de estreia na Copa do Catar foi a maior goleada já sofrida pelo time. 

Na próxima partida, na sexta-feira 25/11 às 07h00 o Irã enfrenta a Seleção do País de Gales. 


 PRÓXIMAS PARTIDAS DO IRÃ NA COPA DO QATAR (GRUPO B) 



Um comentário:

  1. Excelente texto Azizam! Que fase estamos vivendo.... Tenho fé de que nada será em vão....

    ResponderExcluir