Versos em homenagem às vítimas do terremoto no Irã

13/08/2012

Uma flor desabrocha em meio ao concreto em Tabriz
Salam queridos amigos. Gostaria de expressar meus sentimentos em homenagem as vítimas e sobreviventes feridos do terremoto que se abateu sobre as aldeias perto da cidade de Tabriz, na província do Azerbaijão Oriental no sábado passado.
O Irã disse que as operações de salvamento e socorro nas áreas afetadas pelo terremoto na província do noroeste do país terminaram, mas operações maciças estão em andamento para atender às necessidades das pessoas nas áreas afetadas. (Fonte: Fars News Agency)
Existe um verso do poeta iraniano Hafez que diz:  "A vida é amarrada a um fio", isto simboliza a fragilidade da vida humana perante as forças da natureza contra as quais não podemos confrontar. Embora não há palavras para descrever  as perdas e o sofrimento das famílias e dos desabrigados pelo terremoto, podemos sinceramente unir nossos corações e orar por aqueles que mesmo distante também são nossos irmãos: 
Ey ghayeb-eh nazar beh khoda miseparamat 
Janam besoukhti o beh del doost daramat
Meu amado, adeus - nas mãos de Deus vou deixá-lo 
Meu coração que por você foi devastado é o mesmo que quer dizer: "Eu te amo"
 Hafez de Shiraz 

2 comentários:

  1. Salam, Jana Jan!

    meu coração também compartilha dos mesmos sentimentos que você.
    Hafiz, em árabe dizemos com i, tem a leveza do ser estampada na alma.
    Mas vamos nos lembrar que as flores desabrocham em meio as dificuldades...
    Bauce.

    ResponderExcluir
  2. Salam Denise jan, Hafez é muito especial na alma do povo iraniano, por isso escolhi esse verso. E também por isso que escolhi a imagem da flor desabrochando no concreto, para mostrar que ela encontrou seu espaço para desabrochar graciosamente em meio a adversidade do lugar onde se encontra.
    Obrigada por compartilhar seus sentimentos.

    Mibusamet

    ResponderExcluir