Tahmineh Milani: uma renomada cineasta feminista

10/08/2015

Tahmineh Milani
Tahmineh Milani é uma cineasta iraniana aclamada internacionalmente. Nascida em Tabriz, em 1960, é graduada em arquitetura, mas embarcou na carreira de cineasta em 1979, quando participou de um workshop de roteiristas. Foi aprendiz de roteirista e assistente de diretor em diversos filmes. Sua carreira de diretora estreou com o filme Filhos do Divórcio (1989).

Uma cineasta feminista, Milani é conhecida por abordar temáticas controversas e sensíveis, incluindo os direitos da mulheres e a Revolução Iraniana de 1979. A maioria dos filmes produzidos pela diretora tem como protagonistas mulheres corajosas que desafiam o regime. As autoridades a acusaram de encorajar as mulheres a se revoltar contra o governo. Um de seus mais famosos trabalhos "A Metade Oculta" a levou a ser presa em 2001, com a acusação de ir contra o governo. O filme representa as memórias de uma garota (Niki Karimi) que trabalhava com rebeldes em sua universidade após a vitória da Revolução. A personagem que também apaixona por um homem mais velho (Mohamed Nikbin, atual marido da diretora) levantou um debate ético.  O presidente reformista Khatami que aprovou o filme antes de ser feito, interveio em defesa da cineasta e ela foi libertada da prisão duas semanas depois.
No filme Mulheres Indesejáveis (2005), Milani conta a história de uma mulher forçadas a acobertar a jornada de uma amiga por causa da lei que impede casais não-casados de viajar juntos.  Em A Quinta Reação (2003), a protagonista é uma mulher que deixa riqueza, casa e filhos após a morte de seu marido. Em seus últimos filmes, Milani adotou um estilo mais melodramático, focado principalmente nas questões de gênero e seus personagens femininos passam por  intensa opressão e discriminação.

Tahmine Milani e seu marido, o ator Mohammad Nikbin (à esq.)

"Uma das mais importantes dificuldades que eu enfrentei com a sociedade do Irã é que nós somos incapazes de expressar nossa verdadeira personalidade..." ela diz. "Tanto para homens como mulheres, a vida privada dentro de suas casas é e um jeito e fora de casa eles tem que observar as regras sociais de outro jeito... Nossas mulheres também tem duas faces dentro de suas casas: a imagem que seus maridos, ou a família de seus maridos querem que elas tenham, e aquilo que está dentro delas". 

Marila Zare'i e Niki Karimi  em cena do filme Duas Mulheres (1999)
Niki Karimi em cena do filme A Metade Oculta (2001)
Cena do filme Mulheres Indesejáveis (2005)

Filmografia de Tahmineh Milani: 

Bach'che'hā-ye Talāgh (Filhos do Divórcio), 1989
Afsāneh-ye Āh (A Lenda do Suspiro), 1991
Digeh che khabar? (O que há de novo?), 1992
Kakadu, 1996
Do Zan (Duas Mulheres), 1999
Nimeh-ye Penhān (A metade oculta), 2001
Vakonesh Panjom (A 5ª Reação), 2003
Zan-e Ziadi (Mulheres Indesejáveis), 2005
Atash Bas (Cessar-fogo), 2006
Tasvie Hesab (Acerto de Contas), 2007
Superstar, 2008
Yeki Az Ma Do Nafar (Um de nós dois), 2011

Baseado em Iran Chamber Society e Wikipedia

2 comentários:

  1. Janaína! Eu gostaria muito de assistir os filmes desta cineasta, mas não consigo encontrar. Você tem alguma ideia que possa me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Ana, muito obrigada pelo comentário. O único filme da Tahmine que assisti foi "A metade oculta", é excelente! Mas infelizmente o link não se encontra mais disponível no youtube. Vou dar uma procurada e quando encontrar um link posto aqui no blog, acompanhado da resenha.
      Abraços!

      Excluir