"O Sapo da Árvore", um poema de Nima Yushij

28/08/2017


Salam amigos! Hoje vamos conhecer um poema de Nima Yushij (1897- 1960) que é considerado o pai da poesia persa moderna.
Escrito originalmente, no dialeto mazandarani do autor, o poema Darvag, cuja tradução é o "O Sapo da árvore" fala sobre uma crença que as pessoas tem, especialmente no norte do Irã de que quando os sapos que vivem nas árvores começam a coaxar é um sinal de que a chuva está próxima. Então, esse anfíbio é conhecido como o mensageiro da chuva. Em linguagem simbólica, em um ambiente rural a chuva representa a felicidade e alegria e os dias nublados são dias felizes!

A seca chegou à minha fazendo
próxima à fazenda do meu vizinho
embora seja dito:
Na costa das proximidades estão chorando
Enlutados entre enlutados
mas, sapo da árvore! 
mensageiro dos dias nublados
quando é que a chuva virá?
Em uma tenda que não é uma tenda
Em minha cabana escura que é totalmente sem alegria
na qual as amarras de junco nas paredes
estão quebrando de secura, 
Como o coração dos amigos quando partem 
Oh, sapo da árvore! 
mensageiro dos dias nublados
quando é que a chuva virá?

Tradução baseada em Easy Persian

Nenhum comentário:

Postar um comentário