Brasília recebe a experiência da música persa com a Banda Navaye Mehr

11/05/2018

Banda Navaye Mehr

Salam amigos! No início deste mês, a Embaixada do Irã, trouxe pela primeira vez ao Brasil o conjunto musical iraniano Navaye Mehr, que apresentou no dia 04 na Universidade de Brasília, e no dia 07 na Escola de Música de Brasília, concertos de música persa tradicional abertos ao público. 

Tive a honra de ser convidada pela Embaixada do Irã para acompanhar de perto estes espetáculos e também ajudar na produção. Compartilho agora com vocês os melhores momentos desta maravilhosa experiência! 

No dia 04/05, às 12h, os alunos da UnB e um público espontâneo de iranianos e brasileiros, tiveram a oportunidade de assistir ao primeiro espetáculo, apresentado no Anfiteatro 9 do Instituto de Letras. Os espectadores brasileiros, que estavam curiosos com a novidade da música persa, foram surpreendidos pelos instrumentos exóticos, solos de percussão poderosos e vozes ondulantes dos músicos da Banda Navaye Mehr. A apresentação foi aplaudida com grande entusiasmo e deixou os espectadores encantados e ansiosos pelo próximo concerto.
O Anfiteatro do Instituto de Letras da Universidade de Brasília

Estudantes e público em geral assistem ao primeiro concerto da Banda Navaye Mehr

Uma foto com os simpáticos músicos do grupo iraniano  :)
No dia 07/05, às 16h30, antes do concerto, professores e estudantes da Escola de Música de Brasília, assistiram a uma apresentação da Banda Navaye Mehr e interagiram com os músicos. O maestro Mahdi Ayoughi, líder do grupo, respondeu às perguntas dos estudantes e ensinou a tocar o daf, um dos instrumentos de percussão mais importantes da música tradicional persa.
>> Veja o vídeo: 

Nesta mesma data, às 19h, o teatro da Escola de Música de Brasília recebeu o último concerto da Banda Navaye Mehr com a presença de autoridades diplomáticas e governamentais, e plateia lotada pelo público em geral. No palco decorado com tapetes e artesanatos persas, os músicos apresentaram mais um maravilhoso concerto com repertório de música tradicional (sonnati) e folclórica do Irã. Ao final da apresentação, os aplausos foram ininterruptos e o público se aproximou do palco para tirar fotos com os artistas. Os iranianos presentes relembraram com emoção as canções de seu país e os brasileiros puderam conhecer e apreciar a riqueza da música e cultura iraniana. Sem dúvida uma noite divertida e inesquecível!

Karla Mendes (à esquerda) foi a mestra de cerimônia do evento

O auditório da Escola de Música de Brasília

A Banda Navaye Mehr em sua segunda apresentação

Auditório lotado com o público em geral e a presença de autoridades 

Fortemente aplaudidos, os músicos saúdam o público de Brasília


Os músicos da Banda Navaye Mehr 

(Os créditos das fotos abaixo são do professor Farhad Sasani)

Naser Asgari ( santur e tonbak) e M.Reza Yousefian (voz)
Mahdi Ayoughi (líder do grupo e daf)

Reza Mahini (voz e tar). 

Veja a entrevista com os músicos cedida gentilmente pelo querido amigo Daniel Patriota do site Correio Diplomático

DP- O que o público de Brasília poderá esperar da apresentação?
Novidades, pois tocaremos músicas com instrumentos que são característicos do nosso país (músicas persas). 

DP- Como é o ensino musical de instrumentos do Irã?

No Irã estes instrumentos são ensinados nas universidades e academias. A transmissão do conhecimento de geração em geração é algo significativo, são instrumentos típicos da nossa região. 

DP- Poderia nos explicar um pouco sobre os instrumentos típicos do Irã

Utilizaremos alguns instrumentos característicos de nosso país na apresentação ao público de Brasília. O Daf é um instrumento de percussão persa de madeira com inúmeras placas metálicas e a membrana geralmente de pele de cabra.
O Tar é um instrumento de cordas tocados em algumas regiões do Irã e próximas ao Cáucaso.
Este instrumento tem uma grande representatividade na cultura iraniana. O corpo do instrumento é esculpido a partir de uma peça de madeira, depois as cavidades são cobertas por uma membrana, a seguir o braço é encaixado e por fim as cordas afinadas.
O saantor é típico da música tradicional persa, possui 72 cordas, divididas em 18 ordens com 18 cavaletes móveis. A execução ocorre com pequenas baquetas de madeira. 

DP- Vocês costumam ouvir música Brasileira ? Gostam de quais cantores e ritmos ?

Ainda não tivemos oportunidade, mas sabemos que existe uma diversidade musical muito grande no Brasil, assim como também existe no Irã.
>> VEJA OS MELHORES MOMENTOS DAS APRESENTAÇÕES DA BANDA NAVAYE MEHR EM BRASÍLIA 

Agradecimentos a todos os meus queridos amigos de Brasília, em especial à minha querida amiga Karla Mendes e ao Sr. Embaixador do Irã Seyed Ali Saghaeyan pelo convite e todo apoio à minha presença em Brasília! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário