O Dia Nacional do Golfo Pérsico no Irã

30/04/2022



Você sabia? Hoje é comemorado o Dia Nacional do Golfo Pérsico (em persa, Ruz-e Melli-e Khalij-e Fars).

A data que este ano cai no dia 30 de Abril (10 de Ordibehesht no calendário persa) foi proclamada em 2004 e é marcada por várias cerimônias em todo o Irã, especialmente nas cidades costeiras do sul.

O Golfo Pérsico é uma extensão do Oceano Índico situada entre o Irã  e a Península Arábica com uma área total de 251.000 km². O golfo Pérsico e suas áreas costeiras são a mais rica e mais usada fonte de petróleo do mundo.

Mapa de Abraham Ortelius, datado de 1580 usando o termo “Persicus” (MAR MESENDIN anteriormente Sinus Persicus) 

Qual é o correto: Golfo Pérsico ou Golfo Árabe ?


De acordo com o livro Documentos sobre o nome do Golfo Pérsico: a eterna herança dos tempos antigos,  o termo Golfo Pérsico e seus equivalentes têm sido utilizados  desde 400 a.C, mas em 1964, a Liga Árabe ratificou a mudança do nome para  Golfo Árabe.

Aparentemente, esta mudança não foi aceita por alguns países árabes, mas após a guerra Irã-Iraque, a decisão foi tomada o que deixou os iranianos irritados, especialmente quando os árabes tentaram usar o nome Golfo Árabe nos meios de comunicação ingleses.

Depois de muitos encontros e seminários, ONG's e geógrafos do Irã pediram ao governo para preservar o nome histórico do Golfo Pérsico. Finalmente, a República Islâmica do Irã em 2004, oficialmente designou o dia  30 de abril como o "Dia Nacional  do Golfo Pérsico", a decisão foi tomada pelo Conselho Superior da Revolução Cultural, presidida pelo ex-presidente Mohammad Khatami

A data escolhida coincide com o aniversário de uma campanha militar bem-sucedida contra a marinha portuguesa na Reconquista de Ormuz (1622). Por mais de um século, a ilha de Ormuz no Golfo, permaneceu sob controle dos portugueses, mas eles foram derrotados e forçados a se retirar pelas forças iranianas de Shah Abbas.

Imagem de satélite do Golfo Pérsico


O Golfo Pérsico em documentos históricos


Não há nenhum documento escrito anterior ao antigo Império Persa, mas na história e cultura oral, os iranianos sempre chamaram as águas do sul de Mar Jam, Mar do Irã ou Mar de Pars.

No relato de viagem de Pitágoras (c. 570- 496 a.C.), vários capítulos estão relacionados a uma descrição de suas viagens, acompanhadas pelo rei Dario, o Grande, a Susa e Persépolis, descrevendo a região. 

Entre outros documentos históricos importantes, no mapa-múndi de Hecateu (472 a 509 a.C.) o Golfo Pérsico foi claramente indicado. Ao mesmo tempo, muitos mapas e escrituras elaborados até o século VIII por cientistas e pesquisadores geográficos como Heródoto (484-425 a.C.).

No período islâmico, Mohammad Ibn Mousa Kharazmi, Abou Yousef Eshagh Kandi, Ibn Khardazabeh, Harrani (Batani), e outros, mencionam que há um largo mar ao sul do Irã chamado Mar de Pars,  Golfo de Pars, Bahre Fars, Sinus Persicus e Mare Persicum etc.

Na legenda: "Original e  reprodução de um mapa babilônio de c.2500 a.C. Os babilônios acreditavam que a Terra era um disco plano cercado por um rio de águas salgadas (i.e. Golfo Pérsico). Textos do Armenian Atlas e da Children & Youths Encyclopedia, Ed. Russa." 


O Golfo Pérsico nos atlas históricos


Em todos os importantes mapas históricos e Atlas, sejam modernos ou pertencentes a séculos anteriores, o corpo de água localizado ao sul do Irã sempre foi registrado como Golfo Pérsico. Nos países árabes até os 70, essa nomenclatura também sempre foi utilizada: 

Por exemplo, no Atlas Alaragh fi Alkhavaret Algadimeh do Dr. Ahmad Souseh (Bagdá 1959), incluindo 40 mapas entre as fontes árabes da Idade Média. Além disso, nos mapas apresentados pelos países árabes ao Tribunal Internacional do Judiciário para acertos de reivindicações de fronteira, o nome do Golfo Pérsico é mencionado.

O livro: Osoul Alkuwait Almanshour Alalam (1991) publicado na Holanda também contém 15 mapas onde existe o nome do Golfo Pérsico. No Atlas da "História do Islã" (1951-55 América e Egito), o nome Golfo Pérsico foi mencionado 16 vezes.

Além disso, cerca de 30 Atlas registraram o nome do Golfo Pérsico nos últimos 30 anos, como Atlas de Thomas Herbert (1628), Atlas de Pars, Universidade de Lousaj (1863), Atlas da Alemanha (1861), Pars Envile Atlas (1760), Atlas of Modern Geography (1890), Atlas of London (1873), Atlas of Ernest Embrosius (1922), Atlas of Bilefild (1899) e Atlas of Harmsorth (séc. XIX,  Londres).

Ilha Qeshm, Golfo Pérsico, Irã | Foto: Ninara (CC BY 2.0)


🔗 Fontes: Wikipedia | Tehran Times 

---------------------------------------------------------------------

 💞 Este é um artigo inédito em língua portuguesa que você só encontra aqui no blog Chá-de-Lima da Pérsia. Se você também é fã da cultura do Irã e considera importante o nosso trabalho, saiba aqui como você pode apoiar o blog. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário